EP

Download do EP

Fazendo o download do EP, você terá as músicas em MP3, grátis, de presente e na faixa. Faça o favor de ouvir, compartilhar, distribuir, cantar e dançar. A Geringonça agradece. Se você quiser dar uma força, a gente passa o chapéu, e também é possível fazer uma doação online em qualquer valor.

CD

Comprando o EP físico, você recebe no conforto do seu lar um CD com as músicas em alta qualidade, uma capa esparrenta, uma Belininha montável, um encarte/zine/pôster, letras e cifras. E não é só isso: adquirindo agora você leva inteiramente de graça um adesivo! E, falando sério, ajuda a Geringonça na batalha pelo álbum. O pagamento com segurança pode ser feito online com cartão de crédito, boleto, depósito bancário ou débito online, através do sistema de pagamentos PagSeguro.

← voltar

CD EP Geringonça + Letras e cifras + Adesivo + Belininha montável

CD EP Geringonça + Letras e cifras + Adesivo + Belininha montável


Desculpe! A compra online não está mais disponível!
Entre em contato conosco para mais informações.

Esse é nosso primeiro fruto, maduro e doce a nosso gosto, que foi gravado no Midas Studio, em São Paulo, em março de 2013, nas garoas do final do verão. E é semente – que distribuímos pra fazer fertilizar os caminhos de um álbum novo e completão, que queremos gravar no ano que vem. Por fim, também é flor, nosso orgulho e alegria. E você, o que achou?

Deixe seu recado para a Geringonça

Letras

1. Geringonça

Viemos para confundir
E não para explicar
Viemos para lhe mostrar
Que é mais fácil rir do que chorar

O rapaz perdeu os dente da frente
E casou com uma menina que não usa batom
Pra sempre viveram contentes
Sem jamais perderem o tom

E pra quem vive na batalha, noite a noite
Florisbela se casou com um canalha
E pra quem vive na batalha, noite a noite
Florisbela se casou com um canalha

Enquanto os homens correm atrás da máquina
No baile, as máscaras não param de rodar
Eu quero beber até se acabar
A garrafa mais barata de um bar

Gilgamesh entrou no samba
E não para de dançar, lá laia laia laia
E ele que sempre dizia pra você viver
A buscar La eternidad

E quando começar a funcionar
Não vai mais querer parar
De brincar
Com sua cabeça

Geringonça, gambiarra, cacareco, treco, enjenhoca, enjambre
Na caranquejola,
Tudo isso dentro da sua cachola
Vai entrar

E se procurar no dicionário
Verá que o funcionamento é precário
Então não pense que isso tudo aqui vai funcionar

Próxima ▷

2. Silêncio

Hoje não fala mais
Um bom silêncio lhe faz bem
Quero ousar, viver em paz
Pois alegria sempre tem onde achar
E achar...
Alguma coisa para procurar

Hoje eu também não falo mais
Esse silêncio também me faz muito bem
Pra quê falar se isso só desfaz
O bom contrato que a gente tem
Que diz...
Que esse silêncio nos faz mais feliz

◁ Anterior

Próxima ▷

3. Florisbela

A nega é fruta vermelha
É fruta e também é frô
Pra mim ela é a mais bela
É a seripopeca, o rosa do batom

Malandra, sempre ri a bossa
Relax, só quer curtição
Stress fica pro Ari Pistola
Quem quer complicar não tem o que fazer não

Florisbela, Florisbela ah
Tira a meleca do nariz
Florisbela, Florisbela, ah
Inda depois ela sorri

Florisbela, Florisbela
A nega não ta nem aí
Porque pra ela não importa os bom costume do país

◁ Anterior

Próxima ▷

4. Maria do Caos

Tudo que eu queria era ver Maria a se casar
Maria se estranha e já pega a canha pra se loquiá
Já falei Maria, essa tua mania de entorná
Isso não faz bem veja que ninguém quer te namorar

Ô Maria, ô Maria, tu tem que parar de beber
Ô Maria, ô Maria, tu tem que parar de beber
Porque eu não sei o que vai ser, se você não parar de beber
Porque eu não sei o que vai ser, se você não parar de beber

Maria perdeu mais um home, ficou revoltada e foi pro bar
Tem dias que ela se passa, na tal da cachaça, mandando baixar
Maria, tu ta muito véia pra fica bebendo igual gambá
A cada ano que passa tu fica mais feia, e vai piorá

Ô Maria, ô Maria, tu tem que parar de beber
Ô Maria, ô Maria, tu tem que parar de beber
Porque eu não sei o que vai ser, se você não parar de beber
Porque eu não sei o que vai ser, se você não parar de beber

Quando eu for pra onde eu vô
Eu juro que compro um violão
Que é pra eu aprendê a tocá
Lá no meio de onde eu tivé bão

◁ Anterior

Próxima ▷

5. Cinco Minutinhos

Essa modinha de paixões bem rapidinhas
De conquistas descartáveis que endurecem corações
Se tu notar que o coração está durinho
Lembra os cinco minutinho
Coração amolecer

Ouça os passarinhos e não deixe para ouvi-los amanhã
As flores nascem no tempo de primavera
A beleza do instante derretendo as ilusões

Ah, nosso carinho da aurora até o outro amanhecer
Aproveitando cada cada minutinho
Vai saber, em qualquer deles um de nós pode morrer

Existe um amor que ama antes ou depois
Faz corações de pedra amarrados com cordões
Coloca lei, inventa regras
Resfria, tira a cor
Repete tudo e até decora declarações de amor

◁ Anterior

Website desenvolvido por Bruno Ruchiga